sexta-feira, 11 de março de 2016

Tribulus Terrestris: Como funciona, efeitos colaterais e como tomar

Extraído da planta Videira de punctura, a qual é considerada uma erva daninha originária da Índia, o suplemento Tribulus terrestris é filoterápico, sendo utilizado na Europa desde a década de 70, mas é consumido na medicina chinesa há séculos. O princípio ativo da Tribulus terrestris é a Saponina. Todos os efeitos buscados e sentidos pelo uso desse extrato são provenientes dela (o extrato deve conter, no mínimo, 40% de Saponina para gerar algum efeito); alguns desses efeitos são: estímulos físicos e mentais, tonificações, aumento da massa muscular e da força. A Tribulus terrestris pode ser um excelente substituto para suplementos e anabolizantes que são danosos ao corpo e sobrecarregam o fígado. Porém, as versões naturais nem sempre são as mais saudáveis e também podem acarretar problemas sérios a saúde. É preciso, então, conhecer muito bem a Tribulus terrestris antes de consumi-la. A seguir, explicaremos melhor como funciona e para que serve essa erva, indicando seus componentes e a forma que estes reagem no organismo. Como Funciona Muitos estudos indicam que a Tribulus terrestris possui a capacidade de elevar os níveis de um hormônio com característica luteinizante, estimulante de células específicas, que faz com que a produção de testosterona aumente. Para as mulheres, esse hormônio funciona regulando a excreção de progesterona. Esse extrato possui diversas substâncias que são benéficas à saúde, como o cálcio, fósforo, potássio, esteroides, ácidos graxos etc. Para entender para que serve a Tribulus terrestris, é necessário saber que, por estimular a produção de testosterona, essa planta faz com que a libido, tanto do homem quanto da mulher, aumente. Há séculos é utilizada para a melhora do desempenho sexual; o Tribulus terrestris é capaz de aumentar o LH, testosterona e estrogênio, responsáveis pelo apetite sexual. Além disso, o erva também atua promovendo a vasodilatação na região genital, o que produz o efeito de ereção, funcionando como uma espécie de viagra natural. Estudos mais recentes apresentam que, além do efeito citado acima, essa planta também tem influencia no ganho de massa muscular. Para entender como funciona esse fator do Tribulus terrestris, é necessário voltarmos novamente para a questão da testosterona: esse hormônio é um dos responsáveis pela resistência e força presentes no corpo, além de auxiliar na melhora da densidade mineral óssea, no metabolismo e no sistema imunológico. A testosterona é multifuncional, e assim que estimulada, apresenta inúmeros benefícios ao corpo humano, sendo que o mais procurado por fisiculturistas e atletas é o de melhora no anabolismo muscular – maior definição dos músculos e aumento da massa magra, diminuindo, também, a gordura corporal. A planta também serve para tratamentos de pele, incluindo eczema (dermatite atópica), psoríase e sarna. Além disso, é útil no tratamento dos rins, incluindo complicações como o cálculo renal, dores ao urinar etc. Alguns outros usos e benefícios de Tribulus terrestris serão vistos a seguir. Benefícios Decorrente da maneira como Tribulus terrestris reage no organismo, podemos citar inúmeros benefícios desta erva daninha, como por exemplo: a melhoria na ovulação e na libido da mulher; melhora de dores de cabeça, principalmente as que são causadas por hipertensão; ajuda na regulação dos níveis de glicose; estimulação do fígado; diminuição do cansaço e dos teores de colesterol e maior teor de testosterona, que faz com que as performances nos exercícios físicos sejam melhores, dando força e resistência. A planta ainda é benéfica para problemas urinários, nutrindo e fortalecendo os rins. No quesito sexualidade, a Tribulus terrestris age de forma mais ampla, trazendo benefícios tanto para homens quanto para mulheres. Pode tratar a infertilidade, problemas de ereção, de produção de espermatozoides etc. Outro benefício importante é sua capacidade de eliminar o excesso de ácido úrico do corpo. Em geral, essa erva daninha tem a propriedade de reequilibrar o organismo toda vez que este encontra-se alterado, sendo considerado um adaptógeno. Tribulus terrestris é capaz de balancear hormônios, sendo muito indicada para amenizar os efeitos da TPM e da menopausa. Testosterona e óxido nítrico Por conter protodioscina, uma saponina não esteroidal que, como foi visto, está relacionada ao aumento de testosterona, a Tribulus terrestris é altamente procurada por pessoas interessadas no crescimento da massa muscular. Esse processo ainda não é totalmente comprovado, porém, alega-se que a erva possui efeito no aumento da ação anabólica através do aumento da produção de testosterona. Outra hipótese ligada a essa erva é sua ligação com o aumento da captação de óxido nítrico, composto que ajuda a levar nutrientes e sangue à musculatura. Com isso, há redução da pressão arterial através da vasodilatação que o óxido nítrico gera. A planta aumenta, também, a densidade mineral óssea, o metabolismo e os níveis de imunidade. É indicada, portanto, para pessoas com problemas de fraqueza muscular e óssea. Efeitos Colaterais Alguns efeitos colaterais podem ser sentidos devido ao aumento dos níveis de testosterona que o Tribulus terrestris gera, como por exemplo: aumento dos níveis de agressividade, maior crescimento de pelos pelo corpo, alargamento da glândula da próstata etc. Além disso, o consumo dessa planta pode gerar dores estomacais, acompanhadas ou não de náuseas. Por isso, é recomendável não consumir Tribulus terrestris próximo ao período das refeições. Alguns estudos indicam que o uso dessa erva pode estar ligado ao desenvolvimento da ginecomastia, doença que faz com que aconteça um alargamento da mama em homens; isso se dá pelo fato de que o Tribulus terrestris afeta diretamente os hormônios sexuais, tanto masculinos quanto femininos, podendo gerar esse tipo de disfunção. O uso dessa planta não é recomendado para pessoas que sofrem de problemas cardíacos, diabetes ou quaisquer outras doenças desse gênero. No entanto, os casos em que há relatos de efeitos colaterais que podem estar ligados ao uso de Tribulus terrestris não são acompanhados de explicações científicas satisfatórias. Por isso, os efeitos colaterais ligados a essa planta ainda são nebulosos e requerem mais estudos por médicos e nutricionistas. Porém, é importante seguir as recomendações de dose e período de consumo que as embalagens do produto indicam. Como Tomar No mercado, pode-se encontrar Tribulus terrestris em duas formas: pó, resultado da trituração da erva e que possui efeitos mais amenos, e o extrato seco, que possui mais pureza e concentração dos ativos da planta. As doses recomendadas irão variar da necessidade de cada consumidor, porém, estas normalmente variam entre 240 mg e 1,6 gramas. Relembrando que os extratos de maior qualidade são os que contêm uma melhor concentração de saponina. Um produto que tenha 40% de saponinas requererá uma dose maior para que seus efeitos sejam sentidos, comparando, por exemplo, com um produto de concentração em torno dos 80%. O Tribulus terrestris é, normalmente, consumido em ciclos com demais suplementos. O tempo de suplementação varia de 4 a 8 semanas. Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - Site Mundo Boa Forma
Share this article
 
Copyright © 2014 BLOG DO RICKY • Some Rights Reserved.
Template Design by RICKY MEDEIROS • Powered by Blogger
back to top