segunda-feira, 18 de maio de 2015

Saiba tudo sobre o surfista Filipe Toledo, o grande vencedor do Oi Rio Pro

Quem é Filipe Toledo? Com o surfe em seu DNA, o paulista, que completou 20 anos no dia 16 de abril, respira o esporte desde seu nascimento. Filho do bicampeão brasileiro, Ricardo Toledo, Filipinho frequentava os campeonatos de surfe antes mesmo de dar os primeiros passos. A paixão pelos eventos não tocou o filho mais velho dos Toledos, Matheus, mas pegou de forma certeira Filipe. Além de gostar das competições como o pai, Filipinho também desenvolveu desde muito cedo sua admiração e talento pelos aéreos. Embalado pela conquista da categoria mirim no mundial da ISA, Filipe Toledo optou por se profissionalizar aos 16 anos de idade e a sua estreia aconteceu na prova do Guarujá do extinto circuito "Petrobras de Surfe nas Ondas" de 2011. O fato de competir entre uma nova turma não intimidou o garoto, que estreou entre os profissionais não só com vitória, mas também com uma nota 10 na final. Menos de 1 mês depois, Filipinho foi convidado para participar da categoria Pro Junior do US Open of Surfing, um dos eventos mais badalados dos Estados Unidos. A idéia dos organizadores era dar oportunidade para o garoto ganhar experiência como profissional. Mas isso não foi necessário. Filipe não amarelou e mostrou que o surfe brasileiro também merecia respeito e faturou o título mesmo diante dos queridinhos da mídia americana como Kolohe Andino, John John Florence e Conner Coffin. A entrada para o seleto grupo dos 32 melhores do mundo se concretizou na temporada de 2013. Mais uma vez a estreia num ambiente diferente não foi problema para este competidor nato, que chegou às quartas de final em Bell’s Beach e no Rio de Janeiro e conquistou um inacreditável terceiro lugar nas ondas da França. No ano passado, Filipinho chegou às quartas de final no CT em duas ocasiões, em Portugal e em Pipeline, mas foi em dois eventos da divisão de acesso que sua estrela brilhou mais. O garoto humilde e cheio de personalidade voltou a reinar no US Open of Surfing de Huntington, só que desta vez no evento principal, e também em Maresias, São Paulo. Com surfe de sobra, inclusive na afiada bancada de Pipeline, Filipinho saiu mordido da última etapa do CT em 2014. Completamente a vontade na onda mais famosa do mundo, o garoto sabia que poderia ter ido mais longe. 
 Recuperado do abalo em Pipe e acima de tudo mais confiante do que nunca, Filipinho foi de mansinho soltando seus aéreos na Gold Coast e, quando os gringos deram conta, já era impossível pará-lo. Aqui no Rio não foi muito diferente. A estrela principal da festa era o atual campeão mundial Gabriel Medina, que causava um rebuliço toda vez que tentava se locomover de um lugar para o outro. A multidão não dava sossego e, com a eliminação do fenômeno, a torcida, que muitas vezes se preocupava mais com o autografo, grito e foto do que com o surfe, logo adotou Filipinho. Carismático, autentico e com atitude, Filipinho mostrou para todo mundo, até para os que estavam na praia só para aparecer na Globo, que o surfe é tão animado quanto um jogo de futebol e que cada manobra, cada nota e cada resultado merece ser comemorado como um gol. Para quem quer se impressionar ainda mais com o talento do garoto, segue um vídeo, só com os melhores momentos dele no Rio Pro 2015. O brasileiro Filipe Toledo tornou a festa do Rio Pro ainda mais especial com uma vitória espetacular na quarta etapa do circuito da elite mundial de surfe.
Share this article
 
Copyright © 2014 BLOG DO RICKY • Some Rights Reserved.
Template Design by RICKY MEDEIROS • Powered by Blogger
back to top