terça-feira, 12 de maio de 2015

Adriano de Souza, Gabriel Medina, Jadson André, Italo Ferreira e Wiggolly Dantas avançam no Oi Rio Pro

Depois do show de Kelly Slater na primeira fase do Oi Rio Pro 2015, os brasileiros Wiggolly Dantas, Italo Ferreira, Gabriel Medina, Adriano de Souza e Jadson André levaram a galera ao delírio no Postinho da Barra da Tijuca (RJ). Guigui foi o primeiro brazuca a entrar em ação e mandou muito bem nos tubos, somando 7.47 e 8.50 na vitória contra o havaiano John John Florence e o californiano C.J. Hobgood. Em seguida, o campeão mundial Gabriel Medina teve dificuldade para encontrar boas ondas, mas mandou bem nos tubos para a esquerda e obteve 5.33 e 7.00 para superar o havaiano Freddy Patacchia e o brasileiro Alejo Muniz, substituto do taitiano Michel Bourez. Freddy também completou um bom cilindro e recebeu 6.00 pontos, passando a precisar de 6.34 para vencer Medina. Porém, o havaiano não conseguiu outra nota expressiva e sequer descartou a nota 1.77 que somou na primeira onda. No quinto duelo, o potiguar Italo Ferreira não deu mole e partiu pra cima do australiano Mick Fanning e do compatriota Alex Ribeiro, convidado por ser o melhor atleta fora da elite mundial no ranking do Qualifying Series. Italo descolou 7.00 e 7.07, deixando Mick a 8.57 da vitória e Alex precisando de uma combinação no total de 14.08. Atual líder do ranking mundial, o brasileiro Adriano de Souza sobrou na sexta bateria. Bem encaixado nas manobras e também nos tubos, Adriano imprimiu um forte ritmo na água e dominou a disputa com uma belíssima atuação. Depois de abrir com 8.17 numa esquerda atacada com uma rasgada e um floater cascudo na junção, Adriano não perdeu a intensidade e ampliou vantagem com 8.10. Sua melhor onda veio nos minutos finais. Um tubo sinistro para a direita completado com maestria rendeu 9.73 ao atleta, que chegou a receber 10 de um dos juízes. Autor de um canudo para a esquerda na primeira onda avaliado em 8.77, o australiano Kai Otton teve dificuldade para acompanhar o ritmo de Adriano e terminou em segundo, à frente ainda do convidado David do Carmo, que teve apenas 3.00 e 2.67. A sequência de vitórias brasileiras teve continuidade com Jadson André. O potiguar entrou com tudo na água e deixou o australiano Josh Kerr e o havaiano Dusty Payne correndo atrás do prejuízo. Depois de sair na frente com 6.00, Jadson ampliou vantagem com 6.27 e trocou sua segunda melhor nota por 7.77 na última onda. Os brasileiros voltam ao outside com Filipe Toledo na décima bateria e Miguel Pupo no 11o confronto.
Share this article
 
Copyright © 2014 BLOG DO RICKY • Some Rights Reserved.
Template Design by RICKY MEDEIROS • Powered by Blogger
back to top