segunda-feira, 25 de maio de 2015

Saiba tudo sobre os benefícios de praticar atividade física ao ar livre

Fazer exercícios ao ar li­­­­­vre pode ser ainda mais benéfico do que trancado em uma academia. Um treinamento igualzinho ao indoor faz com que você gaste mais calorias: a mu­­­­­dan­­­­­­­­­­­­­­­­­­ça de terreno, como areia ou grama, por exemplo, exi­ge mais dos músculos – is­­­­­so sem contar a resistência oferecida por fatores naturais, como o vento. Fora que a paisagem é muito mais ba­­­­cana. Além de propiciar um ambiente aberto, a atividade traz dinamismo ao seu exercício além de ser benéfica na aceleração do seu metabolismo. E mais: diferente da academia, você não precisa de um treino longo para esculpir o corpo. Para aderir à musculação ao ar livre, você não precisa de muito: basta uma área verde, ou uma pista, praças, campos de futebol, quadras esportivas abertas. Tudo é válido, desde que você saiba aproveitar. E os exercícios são os mais diversos. Confira e aproveite ao máximo os benefícios que a modalidade pode oferecer: 1. Corrida contra o vento: muito mais eficiente que uma esteira, correr contra o vento não apenas irá ajudar você no aquecimento pré-exercícios, mas também é uma excelente forma de garantir resistência e força, principalmente, nos músculos das pernas. 2. Ainda pensando no trabalhar das pernas e panturrilhas, experimente incorporar no seu treino uma corrida com inclinação. Vale tudo: ladeiras, colinas. O importante é forçar a subida a fim de garantir resistência e definição. 3. Flexões: se você busca em seu treino de musculação ao ar livre trabalhar a força nos braços e costas, faça flexões. Elas podem ser feitas com o corpo todo estendido ou com as pernas dobradas. O peso corporal é o suficiente para trabalhar os membros superiores. 4. Se o espaço permite que você faça flexões, que tal alternar com movimentos de prancha? A prancha é um exercício cada vez mais utilizado que pode ser incorporado na sua musculação a fim de garantir estabilidade, equilíbrio, além de ser um ótimo exercício de trabalho abdominal. 5. Ainda que você não possua halteres, é possível fazer o exercício de avanço de passada para trabalhar a parte posterior da coxa. Para isso, caminhe com passadas alternadas, simulando o mesmo movimento feito nas academias. 6. Para trabalhar o glúteo, fazer agachamentos é uma das principais recomendações. Em sua musculação ao ar livre experimente fazer o movimento com o peso corpóreo. Além de tonificar o bumbum, você adquire uma capacidade de equilíbrio e controle de respiração fora do comum. 7. Abdominais: ponha o seu abdômen para trabalhar ao ar livre. Faça as mais diversas variações do exercício: seja o comum, conhecido como reto, ou os oblíquos ou superiores. Além disso, caso o lugar escolhido para a musculação possua barras fixas, elas podem auxiliar em prender os pés e fazer os abdominais de cabeça para baixo. 8. As barras também podem ser usadas no treino de braço, onde trabalhamos a elevação corporal e consequentemente fortalecemos também os músculos superiores e costas. Dica final Tente manter uma regularidade no seu treino de musculação ao ar livre: ele requer a mesma disciplina que você teria caso estivesse na academia. Além disso, se lembre de manter períodos de descanso de aproximadamente trinta segundos entre as sequências, bem como procure respirar de forma adequada. Para animar seu treino clique no play abaixo e curta MARTIN GARRIX!
Share this article
 
Copyright © 2014 BLOG DO RICKY • Some Rights Reserved.
Template Design by RICKY MEDEIROS • Powered by Blogger
back to top