quarta-feira, 1 de abril de 2015

50 anos da TV Globo: leia curiosidades sobre a emissora

1. Roberto Marinho fazia transfusão de sangue todo ano na Suíça para não morrer Essa é uma das lendas mais estapafúrdias já criadas sobre a emissora e surgiu no final dos anos 70. Dizia-se que Roberto Marinho era tão poderoso que teve acesso ao segredo da imortalidade: ele viajava em segredo todos os anos para uma clínica nos Alpes Suíços (além de tudo, um local chique) para trocar totalmente seu sangue. Fazendo isso ele envelheceria muito mais lentamente e duraria séculos. Mais tarde essa lenda foi readaptada, primeiro para Eric Clapton e depois para Keith Richards: os dois haviam trocado todo o sangue na tentativa de deixar a heroína. Mas o doutor Roberto é que foi o primeiro rockstar!!! 2. Roberto Marinho se tratava na Suíça com embriões para rejuvenescer Trata-se de outra bobagem, uma "releitura" da lenda anterior. O curioso é que essa surgiu por volta de 2005, já nos tempos de internet. Sabem o que é pior? Nesse tempo o doutor Roberto já estava morto (2003)! A propósito, a terapia com embriões ainda nem tinha sido aprovada no Brasil (2005). A avançada Alemanha também não poderia ter feito nenhum tratamento com o jornalista, pois sua lei é de 2004. Quem sabe outra clínica bacana nos Alpes Suíços, hein? Não, não, acho que não... 3. Globo era informante da CIA nos anos 70 Conversa mole para boi dormir surgida nos anos 80 na USP e nas faculdades "esquerdistas" do ABC paulista, como a Metodista e a Fundação Santo André (hoje Fundação ABC). Foi quando a Globo começou a deixar de ser a empresa "mais amada do Brasil" para ser acusada sistematicamente por todos os seus males. Havia motivos. Na década anterior, a emissora havia apoiado militares e crescido "como nunca antes neste país" (veja abaixo a lista de "25 verdades"). Mas daí a virar informante da CIA… ora, sem cabimento. O que dizer então das "provas" que a então esquerda jamais mostrou? 4. Jamais exibiu comercial com artista de outra emissora Isso até foi verdade um tempo, mas acabou depois que Jô Soares foi para o SBT. O fofo apresentador estrelava um sem-número de comerciais de produtos nacionalmente conhecidos, empresas ricas, e a Globo não podia abrir mão desse faturamento por causa de uma regra tolinha. Outras TVs também tiveram lá seus momentos de rasgar dinheiro. Por exemplo, na década passada a Record se recusou a veicular uma propaganda do vinho Casillero Del Diablo. Hoje todos estão cientes que quem inventou essas regras era mesmo um pobre diabo!! 5. Punia artistas que a trocassem por TVs concorrentes: jamais voltariam a pisar na Globo Outra lenda encerrada graças a Jô Soares, que foi para o SBT, ganhou até pirraça pública por parte de um magoadíssimo Boni, e mais tarde voltou à Globo envolto em glória. E com um salário muito maior. Aconteceu também com Sergio Chapelin, que também foi para o SBT e voltou. A Globo até tentou fazer essa regra valer de novo anos atrás, quando a Record tirou vários artistas e profissionais para investir em novelas. Boa parte voltou e está mais que prestigiada: Marcelo Serrado, Gabriel Braga Nunes, Vanessa Gerbelli… Sem falar em outros profissionais técnicos. 6. Globo criou todas as suas estrelas Cascata completa. Antes de ser global, Faustão foi lançado na TV pela humilde Gazeta, e depois foi da Record e da Band; Ana Maria Braga veio da Record; Serginho Groismann, da Band; Xuxa, da TV Manchete, assim como Angélica; Luciano Huck veio da Band; bem, amigos da Rede Globo, até Galvão Bueno passou antes pela Gazeta, Record e Band. Além disso, trocou a Globo em 92 pela Rede OM, mas voltou. Por outro lado é bom lembrar que a Globo também forneceu inúmeros artistas que se tornaram estrelas em outras emissoras. Rodrigo Faro e Sabrina Sato, entre outros, surgiram lá primeiro. 7. Ator Mario Gomes é internado com cenoura no ânus Essa não só é a maior mentira em toda a história da Globo, mas a mais pérfida e doentia. Foi uma invenção de um diretor da Globo, Daniel Filho --segundo o próprio Gomes; Daniel Filho jamais a negou. Gomes se envolveu com Betty Faria, então casada com Filho, que se vingou espalhando a medonha história. "Foi uma tentativa de assassinato", disse Gomes, que foi estigmatizado, apontado nas ruas e ficou longe um bom tempo das telas. Voltou, mas jamais como o galã dos anos 70. 8. Xuxa tinha pacto com diabo; seus discos virados ao contrário tinham mensagens satânicas Isso nem deveria entrar na lista de mentiras, já que é só uma asneira. Uma "adaptação" da lenda que já havia corrido anos antes sobre discos do Black Sabbath e do Ozzy. Mas vamos lá. Quem ainda tiver toca-discos, por favor, coloque no prato a 6ª faixa do disco "Xuxa Só Para Baixinhos 6" (Abecedário para Baixinhos). Coloque para tocar, espere 66 segundos e comece a girar o prato ao contrário por 6 segundos. Ouviu? Escutou? Isso é o som do seu toca-discos quebrando, ó filho idiota do grande DJ Satã! 9. Globo nunca perde um processo judicial Outra lenda jamais comprovada, assim como o saci, o boitatá, as ondinas e os leprechauns irlandeses. A Globo é uma empresa como qualquer outra e toma todo tipo de processos. Trabalhistas, civis etc. E tanto perde como ganha, como todo mundo que tem empresa pequena ou grande. Recentemente a emissora tomou uma estupenda, enorme, baita de multa de mais de R$ 260 milhões da Receita Federal devido a ilegalidades num contrato para compra da Copa do Mundo de 2002, que envolvia milhões e paraísos fiscais. Acatou e pagou a multa, além dos atrasados. No total entre impostos devidos, juros e multa foram mais de R$ 500 milhõezinhos 10. Parou de vender os domingos para o Silvio Santos porque ele dava mais audiência que a emissora Muitos jovens não sabem que Silvio Santos já foi da Globo. Ele começou na TV Paulista nos anos 60, mas essa meio que virou a Globo. Nos anos 70, de fato, Silvio ocupava até 10 horas aos domingos e já estava milionário por causa do Baú da Felicidade. Também tinha um ibope absurdo --dizem que dava 90 pontos de ibope em 1969. Mas não foi isso que fez a Globo tirar Silvio do ar, e sim o fato de que ele ganhava muito mais do que rendia para a Globo. Ou seja, não era só pelos 90 pontos, mas o que isso representava em dinheiro. "Selva de Pedra" teve ibope semelhante. A emissora viu que o domingo era valioso demais, era um dia em que toda a família ficava diante da TV, então não havia vantagem em vender o horário ou mesmo fazer parceria. Silvio foi para Tupi, mas o programa era transmitido também pela Record e pela TVS (que acabara de ganhar do governo; depois ela viraria o SBT). 11. Teve envolvimento nos incêndios ocorridos na TV Excelsior no final dos anos 60 Outra "vilanização" gratuita da Globo e que surgiu nas faculdades esquerdistas no final dos anos 70. O que é curioso é que, nos anos 90, sabe-se lá o porquê, essa "culpa" passou a ser atribuída por alguns "estudiosos" da televisão brasileira à Fundação Cásper Líbero (TV Gazeta). Tudo conversa mole. E o primeiro "incêndio" atingiu pouco mais de uma mesa da emissora. O segundo, porém, foi devastador, mas naquele tempo não havia sistemas e regras de segurança como hoje --vide os edifícios Joelma, Andraus e outros incêndios que ocorreram na década seguinte. 12. Boni foi o "inventor" do padrão Globo de Qualidade Essa mentira está estampada até hoje em muitos livros e guias de estudantes. Boni de fato ajudou a implantar o padrão, mas a origem dele é o acordo (irregular) assinado entre a emissora e o grupo norte-americano Time Life. A Globo recebeu da Time um tratado sobre qualidade e implantou seus itens, que incluíam a excelência em programação. Além disso, o "padrão" foi implantado também por Walter Clark (1936-1977). Essa conduta encareceu bastante os custos da emissora, mas por outro lado agregou um valor infinito ás suas produções --especialmente as novelas. 13. Inventou o formato das novelas televisivas Pera lá! Novelas já existiam antes de a Globo ser um espermatozoide corporativo. No Brasil havia a TV Tupi, e a Excelsior, que tiveram novelas de sucesso antes. Por outro lado, a Globo elevou o conceito de novela a um patamar completamente superior à concorrência, justamente pelo padrão de qualidade. Aos poucos atraiu os melhores quadros da dramaturgia, os melhores técnicos, os melhores iluminadores, cenografistas e virou a potência internacional atual. Mas não inventou nada. Pegou o que já existia e aperfeiçoou. Muito. 14. Tramou para destruir a TV Manchete por causa do sucesso de "Pantanal", nos anos 80 Parece meio óbvio que quem inventou essa mentira foi alguém da Manchete, certo? De fato, "Pantanal", em 1990, deixou a Globo de queixo caído quando beirou os 40 pontos de média de ibope, mas o autor da novela era um ex-global: Benedito Ruy Barbosa, que fora subaproveitado na Globo e só fazia novelinhas água com açúcar às 18h. A Globo não precisou fazer nada para "destruir" a Manchete, porque a guerra de egos que se instalou na TV da família Bloch e decisões totalmente erradas fariam sozinhas esse serviço. 15. Dona Lily Marinho dava pitacos na programação Isso nem é mentira, é quase uma calúnia. Lily Monique de Carvalho Marinho (1920-2011) era uma dama, mulher refinada, alegre e inteligente. Jamais faria o papel de dar "pitacos" sobre assuntos do marido. É possível e até provável que tenha se incomodado mais de uma vez com algo que a emissora exibiu. Talvez tenha até comentado com ele, mas isso jamais chegou aos corredores da emissora, nem à boca pequena. Dona Lily foi o grande amor da vida de doutor Roberto, e certamente a eterna primeira-dama da TV brasileira. 16. Globo tinha planos de fazer um parque temático no Brasil nos moldes da Disneylândia Tsk, tsk… Essa "bobajada" surgiu graças a moradores de Jacarepaguá, no Rio, no finalzinho dos anos 70. O erro surgiu porque a Globo adquiriu uma megapropriedade no bairro, e tratores e escavadeiras começaram a fazer o serviço. Ingênuos (ou esperançosos) moradores acharam que seria um megaparque de diversões, do tamanho da Disneylândia (que por sinal tinha programa na Globo). Tadinhos. isso nunca se realizou. Ali nasceria o maior núcleo televisivo da América Latina (hoje é o 2º, atrás da TV Azteca), o que valorizou propriedades em todo o bairro. A construção demorou quase 15 anos. Mas os moradores ganharam um parque de diversões, só que podem ver o que acontece dentro dele sem sair de casa. É o Projac, local onde são gravados todas as novelas da emissora. 17. Globo tem o poder derrubar qualquer político de seu cargo Até alguns anos atrás pode até ter sido assim, mas hoje isso é uma mentira. O que a emissora faz com certa constância é derrubar corruptos de seus cargos e ajudar a prender criminosos, graças a seus ótimos repórteres e gravações ocultas. Por outro lado, essa prática já gerou um mártir. Tim Lopes (1950-2002) foi assassinado por traficantes do Complexo do Alemão, que descobriram um equipamento de gravação escondido em suas roupas. Ele foi torturado, morto e queimado. 18. Globo temeu perder a liderança para a Record em algum momento Nanananana… Nem em 2004, quando a Record anunciou investimentos bilionários e a inauguração iminente de seu próprio "projac" no Rio, o RecNov --imóvel comprado de Renato Aragão. A Globo até se irritou, mas não temeu quando Tom Cavalcante rescindiu e foi para a Record. Depois de Tom, outros também fariam o mesmo, e alguns voltaram. A Record nunca chegou a "roçar" o calcanhar da Globo, que até hoje, em muitas faixas horárias, ainda tem mais ibope que todas as demais TVs somadas. Porém, a Record causou prejuízo à Globo anos atrás, quando se meteu nas negociações pela exclusividade do futebol brasileiro e inflacionou barbaridade a renovação do contrato da Globo com a CBF. Fora isso... 19. Globo temeu perder a liderança para o SBT em algum momento You wish! Com exceção de alguns poucos produtos, como o ancião "O Povo na TV" e o policialesco "Aqui Agora", o SBT jamais produziu algo que ameaçasse o império da, que irritante!, "vênus platinada". Eis um apelidozinho narcisista e brega que a Globo se deu e que jornalistas reproduzem até hoje feito papagaios). 20. Globo ignora completamente a programação das outras emissoras Não é verdade. O próprio "Encontro com Fátima" tem inspiração no "Hoje em Dia", da Record. O "Bem Estar", por sua vez, só veio meses depois de um quadro fixo semelhante já exibido no matinal da Record. No final do ano passado a Globo sofreu outro chacoalhão com os telejornais matinais da concorrência, especialmente o "Notícias da Manhã", do SBT. A Globo teve de se virar e criar algo semelhante. Em março a Globo sofreu outra pancada graças às concorrentes: a Record mudou a faixa nobre pondo uma novela bíblica para enfrentar o "JN"; isso somado à novelinha infantil do SBT, mais um período noticioso repetitivo e de vacas magras, afetou não só o "JN", mas também a novela "Babilônia". 21. Tramou para que Silvio Santos não pudesse ficar com o SBT e a Record ao mesmo tempo Gente, isso nem é mentira, é burrice mesmo. Já havia uma lei muito clara no país dizendo que nenhum grupo econômico poderia ter mais de uma concessão de TV aberta VHF. Silvio Santos sabia disso. Tanto que jamais contestou quando recebeu ultimato do governo para escolher: ou SBT ou Record. A Globo nem tramou para Silvio Santos como também não tramou para impedir Edir Macedo de adquirir a concessão. 22. Tem teste de sofá para atores e atrizes É claro que algum diretor ou funcionário pode ter assediado e mesmo desfrutado de alguma moçoila curvilínea e aspirante ao estrelato global. E também é caso consumado que muitas jovens atrizes mal entraram na Globo e já "traçaram" e até casaram com figurões da Globo. Mas dizer que isso seja política praticada com afinco da emissora é idiota. Há inclusive casos de mocinhas que se ofereceram a diretores e outros funcionários para ter um papel em qualquer produção da casa. Sem sucesso. 23. Faz exames toxicológicos em seus funcionários Essa lenda surgiu poucos anos atrás, mas é pura imaginação. Pode-se falar tudo da Globo, menos que não respeita e valoriza seus funcionários e a privacidade de cada um deles. A emissora jamais invadiu a vida pessoal de seus quadros para saber quem usa ou não drogas. Muito pelo contrário. A Globo tem até um programa para ajudar funcionários com problemas e lhes dá todo o apoio --inclusive financeiro e psicológico. 24. Globo não deixa seus artistas participar de programas em outras emissoras É uma meia-verdade. Claro que Roberto Carlos não vai dar uma entrevista ao "Programa da Tarde" ou para Luciana Gimenez. Mas Tony Ramos estava em 2014 no palco do SBT para receber o Troféu Imprensa, assim como Lília Cabral. Outros artistas já foram liberados ou deram entrevistas em locais públicos ao "Pânico na Band", por exemplo, sem que sofressem qualquer sanção. 25. Globo faz o "Criança Esperança" só para abater Imposto de Renda Mais que uma mentira, é uma injustiça. Cônscia de suas responsabilidades sociais, a Globo promove desde 1986, em parceria com a Unesco, uma campanha para arrecadação de fundos e de defesa de políticas e leis a favor da infância. Já ajudou dezenas de milhares de crianças desde então. Se a Globo quiser abater IR legalmente, ela tem formas muito mais ágeis e baratas do que doar 9 horas de sua programação um dia por ano, mobilizar quase todo seu elenco cinco estrelas e sua infra-estrutura --fora as inserções do "Criança Esperança" que ocorrem o ano todo. Créditos: Ricardo Feltrin
Share this article
 
Copyright © 2014 BLOG DO RICKY • Some Rights Reserved.
Template Design by RICKY MEDEIROS • Powered by Blogger
back to top