quinta-feira, 5 de março de 2015

Saiba o que comer após o treino e aumentar a resistência muscular

Todo mundo que quer deixar o corpo definido sabe que a alimentação é parte essencial para que seus resultados sejam condizentes com os objetivos traçados quando se decide praticar exercícios com frequência. Mesmo assim, existem maneiras de fazer com que estes resultados sejam melhores, e isso não está relacionado apenas a comida que você vai consumir, mas também o momento de se alimentar. Nesse sentido, a refeição após o treino pode ter papel fundamental na hipertrofia. Logo após terminar seu treinamento é um momento chave para seu corpo que está cansado e desgastado, necessitando ser abastecido, especialmente de proteínas e carboidratos de rápida digestão. As proteínas são nutrientes especiais para quem deseja a hipertrofia. Esta substância fornecerá a seus músculos aminoácidos que são essenciais para a formação e aumento dos músculos e por isso deve ser a prioridade comer carne ou outra fonte de proteína. Já os carboidratos contribuem para reabastecer o glicogênio muscular que está esgotado após a sessão de exercícios físicos, fazendo com diminua a liberação de cortisol e aumente os níveis de insulina anabolizante, hormônio que causa a hipertrofia. As opções de fontes para carboidratos são várias, sendo um shake de 40 gramas uma ótima escolha, acompanhado de 100 gramas de pão branco, biscoitos, batatas ou qualquer outro alimento que possua a substância. É claro que apenas isso não é suficiente para que haja hipertrofia, sendo necessário manter uma alimentação saudável regularmente. Para poder controlar as calorias de maneira mais eficiente, recomenda-se comer várias vezes ao longo do dia, a cada 2 ou 3 horas em média. Dessa forma, você mantém o corpo alimentado, fornecendo aminoácidos continuamente para manter suas fibras musculares em boas condições e com o metabolismo funcionando em alta velocidade. Além disso, os bons hábitos devem existir, eliminando aqueles que prejudicam sua saúde e seu treino. Não ingerir bebidas alcoólicas ou fumar, tendo como algo rotineiro beber grandes quantidades de água durante todo o dia. Manter-se hidratado é determinante para que os músculos cresçam de maneira eficiente, aumentando sua resistência muscular e ainda melhorando a aparência, deixando seu corpo definido. Pré-adolescentes que têm uma maior resistência muscular correm menos risco de sofrer doenças cardíacas e diabetes ao longo da vida, concluiu uma pesquisa publicada pela famosa revista médica Pediatrics. O estudo mostrou que, ao contrário do que muitos especialistas pensam, o peso, o sedentarismo e uma capacidade cardiorrespiratória ruim não são as únicas causas diretas de distúrbios do coração e do metabolismo na adolescência. A pesquisa, desenvolvida na Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, avaliou cerca de 1 400 meninos e meninas de 10 a 12 anos de idade. Os autores levaram em consideração aspectos como percentual de gordura corporal, níveis de glicose e colesterol no sangue e pressão arterial de cada jovem. O estudo revelou que jovens com maior resistência muscular tendem a apresentar um menor índice de massa corporal (IMC), menor percentual de gordura no corpo, uma circunferência abdominal mais reduzida e uma melhor capacidade cardiorrespiratória do que os outros pré-adolescentes. Todos esses aspectos são levados em consideração na hora de calcular o risco de uma pessoa ter problemas cardiometabólicos.
Share this article
 
Copyright © 2014 BLOG DO RICKY • Some Rights Reserved.
Template Design by RICKY MEDEIROS • Powered by Blogger
back to top