segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Saiba tudo sobre clareamento dental a laser

1- COMO É REALIZADO O CLAREAMENTO DENTÁRIO? Existem duas maneiras de aplicação. A primeira é no consultório odontológico, através da técnica led/laser, geralmente realizada em apenas uma sessão. A outra pode ser feita em casa: a pessoa espalha o produto clareador em uma moldeira - feita sob medida pelo dentista -, que deve ser encaixada nas arcadas superior e inferior e usada por um período de quatro a seis horas, especialmente à noite. Os resultados aparecem entre duas a seis semanas, dependendo da tonalidade desejada. Mas há quem se incomode com a moldeira e o gosto do produto, preferindo a outra técnica. No entanto, ambas funcionam da mesma maneira, pois os princípios ativos são iguais - tanto o peróxido de carbamida quanto o de hidrogênio -, variando somente em suas concentrações. 2- EXISTEM EFEITOS COLATERAIS? O mais comum é a sensibilidade dentária e/ou gengival provocada pelo princípio ativo do produto. Essas substâncias quando em contato com os dentes liberam oxigênio - daí a sensação de fermentação local - que penetra na estrutura dentária, interagindo com as moléculas de pigmento, quebrando-as e removendo-as. Isso causa irritação nas terminações nervosas, mas não é prejudicial. Outro incômodo que também pode ocorrer é o aumento da rugosidade do esmalte do dente. A própria saliva, porém, se encarrega de reverter esse quadro. Pode-se recorrer ao polimento e à aplicação de flúor para minimizar esse efeito. Entretanto, essas reações são transitórias. Ou seja, após o término do tratamento, elas desaparecem. Atualmente, com o uso do laser, realizado em consultório, é possível controlar melhor essas alterações, pela capacidade analgésica e antiinflamatória. 3- PARA QUEM O PROCEDIMENTO É INDICADO? A técnica pode ser usada por qualquer pessoa, exceto grávidas e mulheres que estão amamentando. No entanto, antes de se submeter ao clareamento - como a qualquer tratamento estético -, é necessário priorizar a saúde dos dentes, cuidando de cáries e outras eventuais patologias na região. Dentes sadios têm de ser a primeira preocupação, pois as complicações provocadas pela reação do produto em locais problemáticos podem causar até a perda do dente. 4- QUANTO TEMPO DURA O "EFEITO" DO CLAREAMENTO? O que influencia no tempo de tratamento e no resultado são alguns fatores, como hábitos alimentares e o fumo, que mancham os dentes. Se a pessoa abusar, possivelmente a cor natural de seus dentes voltará mais rapidamente. Apesar dessa regressão ser gradativa, terá início em um ou dois anos. Entretanto, para quem toma os devidos cuidados, o tempo é estendido para dois ou três anos. Isso porque, para não prejudicar o processo de alteração da pigmentação dentária, o paciente não poderá ingerir alimentos que contenham corantes. Essas substâncias, devido à ação dos clareadores, acabam absorvidas pelos dentes - que ficam permeáveis - provocando manchas. Entre os alimentos que devem ser evitados estão chocolate, café, chás, molhos vermelhos e bebidas à base de cola. No procedimento realizado em consultório - através da técnica led/laser - essas restrições perduram por somente 24 horas após a aplicação. 5- SE A PESSOA EXCEDER NAS APLICAÇÕES, PODE TER PROBLEMAS? Usado em quantidade maior do que a necessária, o produto pode penetrar na polpa do dente, causando desde irritação à inflamação, enfraquecendo sua estrutura, o que pode ocasionar a perda. Vale ressaltar que há inúmeros estudos sendo conduzidos com o intuito de esclarecer melhor as reações provocadas pelo uso em demasia das substâncias clareadoras. Mas ainda não há um consenso sobre o assunto. Por isso, a supervisão de um profissional habilitado deve ser obrigatória para controlar os resultados e a indicação adequada para cada paciente. 6- ATÉ QUE PONTO É POSSÍVEL CLAREAR DENTES ACINZENTADOS OU AMARELOS? Primeiro é preciso levar em conta que o tempo necessário para se chegar ao resultado desejado, nestes casos, é maior. Por exemplo, no fumante que durante anos manteve dentes escuros pelo acúmulo de nicotina, o clareamento produzirá efeitos a longo prazo, principalmente se a pessoa continuar com o vício. Mas aí também entra a escolha do valor certo da concentração, pelo profissional, da substância ativa (peróxido de carbamida ou hidrogênio), que é baseada na avaliação de hábitos como alimentação (ingestão de alimentos com corantes) e fumo. É a partir dessas informações que são estipulados os objetivos e planejadas as etapas do tratamento. 7- BRANQUEADORES VENDIDOS EM DROGARIAS E SUPERMERCADOS AGEM DA MESMA MANEIRA? Esses produtos, que geralmente vêm em forma de pasta de dente, enxaguatório bucal e gel, muitas vezes não trazem a concentração indicada - na verdade, estão bem abaixo - para um clareamento dentário. Alguns podem até ser considerados como mantenedores da cor. Mas a maioria requer que uma segunda aplicação seja realizada após um curto espaço de tempo - seis meses, em geral. Créditos: Carlos Giordano, consultor em clareamento dental da Associação Brasileira de Odontologia
Share this article
 
Copyright © 2014 BLOG DO RICKY • Some Rights Reserved.
Template Design by RICKY MEDEIROS • Powered by Blogger
back to top