segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Conheça 5 combinações perfeitas de alimentos que farão a sua gordura se transformar em músculos

Passada a euforia de fim de ano, chega o período de verão e as constantes idas à praia ou saídas com os amigos para um bar, regado a muita cerveja e petiscos gordurosos. Na segunda-feira, hora de ir para o trabalho, é evidente que a calça já não fecha mais como antigamente. A barriguinha começa a apresentar uma saliência que não existia. Está na hora de tomar uma atitude. Que tal transformar essa massa gorda em magra? Isso é mais do que possível, basta aliar exercícios físicos com alimentação saudável. Há também quem acredite que essa mágica só é possível ao retirar totalmente o carboidrato da dieta e investir pesado nas proteínas. Ledo engano! “O cardápio deve ser rico em proteínas magras, gorduras saudáveis, fibras, carboidratos complexos e água”, afirma Mila Moraes, nutricionista clínica esportiva da academia Balance Fitness, no Rio de Janeiro. “É importante lembrar que a refeição deve ser balanceada em todas as etapas, não somente antes e depois dos treinos”, explica Daniela de Almeida, nutricionista funcional e esportiva de clínica homônima e da empresa Delavita Congelados, ambas no Rio de Janeiro. Pensando nisso, separamos 5 combinações de alimentos ideais para que a protuberâncias extras se transformem em músculos, fazendo com que o aperto da camisa não seja mais motivo de tristeza, mas, sim, de alegria. E lembre-se: para que tudo dê certo é preciso juntar o cardápio com atividades físicas, como musculação e aeróbico. 1. tapioca com chia + omelete de 3 claras + 2 gemas (sem serem fritas) A tapioca é feita com a farinha da mandioca e possui alto índice glicêmico. Quando adicionamos a chia/ linhaça, que possui ômega 3, fibras e proteínas, como as contidas no ovo, conseguimos uma refeição que fornece energia continua para a pratica de atividade física, retardando a fadiga. As gemas são importantes, pois possuem várias vitaminas, como: A, D e do complexo B, como a colina, importante para reduzir a gordura no fígado e para a memória. 2. batata doce + filé de frango Queridinha dos praticantes de musculação, a batata doce é sem dúvida uma alimento riquíssimo! Fonte de carboidrato de baixo índice glicêmico, que prolonga a sensação de saciedade, possui ainda alto teor de minerais, como manganês, magnésio, cálcio, fósforo e potássio e é uma excelente fonte de vitamina A, contribuindo para a saúde dos olhos, da pele e do sistema imunológico. Além disso, a batata doce auxilia o bom funcionamento do intestino, pois é rica em fibra alimentar insolúvel. Já o frango é uma proteína de alto valor biológico, fornecendo substrato para reparação muscular. 3. inhame + sardinha grelhada, no forno, ou na pressão Também carboidrato de baixo índice glicêmico, é fonte de cálcio, potássio, ferro e vitamina C, que ajuda na prevenção de infecções respiratórias. Alem disso, é uma boa fonte de vitamina B6, nutriente necessário para o corpo, que ajuda a quebrar a homocisteína, aminoácido que pode danificar diretamente as paredes dos vasos sanguíneos. Já a sardinha é fonte de proteínas, ômega 3 e cálcio, mineral que ajuda na redução de gordura corporal. 4. Mandioca (Aipim) + peito de peru (não defumado) A mandioca é fonte de carboidrato de baixo índice glicêmico, o que significa que o seu corpo terá energia por muito mais tempo, ajudando no treino. Além disso, é rico em fibras, que fazem com que o carboidrato seja transformado em energia aos poucos, saciando mais e auxiliando indiretamente na perda de gordura corporal. Já o peito de peru é uma excelente fonte de proteínas de alto valor biologico com baixo teor de gorduras, dando uma moral no ganho de massa muscular. Alem disso, possui vitaminas do complexo B, que ajuda no metabolismo energético, e magnésio, que, além de auxiliar na manutenção da saúde óssea, tem papel importante na regulação da pressão arterial e melhora na sensibilidade à insulina, hormônio indispensável para o ganho de massa muscular. 5. macarrão de milho + carne moída magra A massa não contem glúten, podendo ser usado por celíacos ou intolerantes à substância. Por conter milho, possui vitaminas A, B1 e C, além do magnésio. A junção destes elementos ajuda no metabolismo energético, na perda de gordura corporal, além de possuir antioxidantes que combatem os radicais livres existentes no organismo e que podem causar doenças e até o envelhecimento precoce. A carne vermelha magra (patinho, coxão mole, lagarto, alcatra), ou seja, sem gordura aparente, além do seu alto teor proteico, é rica em ferro e vitamina B12, nutrientes utilizados para a produção de energia para os treinos. Além disso, é rica em zinco, mineral associado com a produção de hormônios anabólicos, ou seja, de ganho muscular.
Share this article
 
Copyright © 2014 BLOG DO RICKY • Some Rights Reserved.
Template Design by RICKY MEDEIROS • Powered by Blogger
back to top