sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Correr ouvindo música: descubra o efeito que ela causa na sua atividade

Correr com ou sem música? Uma questão difícil de ser respondida. Além do estilo de cada pessoa, a concentração no objetivo desejado influencia na escolha, já que cada corredor possui uma maneira de lidar com os estímulos do corpo durante a atividade. Para alguns, o som no ouvido pode distrair e prejudicar no desempenho, enquanto para outros faz com que o tempo passe mais rápido. Também é preciso ter cuidado com o trânsito. Correr no meio de carros e motos torna-se ainda mais perigoso ao escutar música. Os praticantes precisam estar sempre atentos na hora de atravessar um cruzamento. Durante as provas, corre-se o risco de não ouvir as instruções dos organizadores, outro fator perigoso. Entre vantagens e desvantagens, uma boa música sempre anima qualquer pessoa, confira abaixo mais dicas sobre o assunto. PRÓS A música pode facilitar a corrida: estudos demonstram que ela reduz a percepção de intensidade do exercício em cerca de 10%. A noção de esforço do corredor é reduzida e ele tem a sensação de que pode correr mais rápido e por mais tempo. Torna o exercício mais satisfatório: a música também eleva aspectos positivos do humor, como entusiasmo e felicidade, enquanto reduz aspectos negativos, como tensão e cansaço. Música melhora a corrida na esteira: na esteira os estímulos do meio ambiente não estão presentes, o que torna a música bastante útil. Quanto menos se percebe o esforço, menor o tédio. A música se torna um estímulo nesse caso CONTRAS A música pode tirar a percepção de problemas da corrida: ouvir música distancia o praticante dos outros sons produzidos pelo ato de correr, como a respiração e o impacto das passadas, que são informações importantes. Correr com som alto pode ser perigoso: a música também afasta a pessoa do ambiente em que ela está, o que pode ser perigoso. O corredor pode não ouvir um carro, uma pessoa atrás dele, ou as instruções de uma prova. O praticante pode ficar viciado em música: todos os corredores podem se tornar dependentes da música. Pode-se chegar a um ponto em que você perde a noção daquilo que é realmente motivador. Palavra do Especialista "Vários estudos mostraram que grupos treinando com música obtiveram uma percepção de esforço menor para uma mesma velocidade. Já grupos treinando com música, alcançaram o ritmo pretendido nos treinos e provas. Momentos felizes e marcantes de nossas vidas geralmente são acompanhados de 'músicas-temas', o que pode nos impulsionar a correr mais rápido. Por outro lado, o corredor pode não escutar possíveis informações da organização da corrida, podendo ocasionar acidentes. O praticante não sente a vibração do ambiente durantes os treinos e as provas." Manuel Lago Fonte: Globo.com
Share this article
 
Copyright © 2014 BLOG DO RICKY • Some Rights Reserved.
Template Design by RICKY MEDEIROS • Powered by Blogger
back to top