domingo, 27 de julho de 2014

Lucas Lucco participa da "Dança dos Famosos" no programa do Faustão da TV Globo

Que Lucas Lucco é um apaixonado por tatuagens, isso não é novidade! O cantor, que está no elenco do Dança dos Famosos, revela para o site do Faustão durante uma gravação especial que os desenhos tatuados no corpo têm significados especiais. "Tenho umas 18 no total. Comecei a fazer há uns dois anos e meio, que é a do antebraço com os nomes do meu pai, da minha mãe e do meu irmão. Depois não parei mais. Cada uma tem um valor bacana para mim". Se pensa em fazer outros desenhos, Lucas Lucco é direto: "Tatuagem não é uma coisa que se planeje. Tem dia em que eu acordo, vou lá e faço. Posso fechar meu antebraço direito com pequenas coisas com significados, que eu considero importantes". Ele exibe as imagens rabiscadas no corpo e questionado se faria alguma em um local diferente, ele destaca: "Em lugar inusitado ainda não fiz. Ainda!". Sobre os preferidos, o cantor dispara: "Essa que eu mais gosto é Faith, fé em inglês. Gosto dela por causa do lugar, onde sempre quis fazer, e porque é difícil de acertar o desenho, a escrita, e o tatuador foi muito feliz ao fazê-la". A música mais tocada nas rádios brasileiras durante o primeiro semestre deste ano teve o videoclipe oficial gravado em Sorocaba (SP). Segundo o levantamento da Crowley, agência especializada no monitoramento do mercado, "Mozão", do cantor sertanejo Lucas Lucco, foi executada 27.713 vezes entre os dias 1º de janeiro e 30 de junho. "Os 10 mandamentos do amor", de Eduardo Costa, ficou em segundo lugar. Luan Santana, Victor e Leo e a funkeira Anitta completam as cinco primeiras colocações da lista. O clipe de "Mozão", divulgado no fim de janeiro, registrou mais de 35 milhões de visualizações até agora. Cerca de um milhão de pessoas assistiu ao clipe somente no primeiro dia, o que impressionou o artista. O roteiro foi escrito pelo próprio músico em parceria com o produtor sorocabano Alex Batista. "O objetivo dele era fazer um clipe diferente, que não contasse uma história de amor banal e realmente chamasse atenção", explica o responsável pelas gravações. Lucas sugeriu ao produtor abordar um tema que pudesse ser útil às pessoas. "Escrevi a música da minha imaginação, falando de um amor muito verdadeiro. A história do clipe aproximou o público de uma realidade: é uma luta que muitas pessoas vivem", conta o músico. Um amigo do cantor havia perdido o filho recentemente em função da leucemia, deixando-o bastante abalado. "Ele queria um caso de amor que envolvesse o câncer", lembra Alex. A princípio, a dupla pretendia usar a própria leucemia como exemplo mas, já que a doença se mostrou bastante complexa para ser tratada em pouco mais de três minutos de clipe, a ideia foi descartada. Com medo de cometer algum equívoco, o produtor procurou estudar o assunto, consultando especialistas como a psicóloga e psico-oncologista Elisa Maria Neiva Vieira, coordenadora do Grupo Andanças de mulheres com câncer de mama de Sorocaba. "Aí o câncer de mama surgiu como uma doença importante em termos de prevenção e tem tudo a ver com o público do Lucas, que é basicamente feminino", comenta Alex. Das 25 mulheres que compõem o Grupo Andanças, seis foram convidadas a participar do clipe. Algumas falaram de suas relações com o câncer de mama em depoimentos exibidos no fim do vídeo e todas participaram da cena em que a personagem principal é pedida em casamento pelo cantor. Composto por 25 pacientes, de diferentes faixas de idade, o Grupo Andanças promove encontros mensais com médicos e especialistas em oncologia há quase seis anos. Com o tempo, outras atividades e campanhas, a exemplo do Outubro Rosa, foram se incorporando ao calendário do grupo. Além de pacientes com câncer, mulheres já curadas se tornaram monitoras e continuaram ativas no grupo, levando adiante a ideia de que o câncer de mama tem cura. Para Alex, o sucesso do clipe é consequência da importância do tema abordado. "O assunto atrai as fãs do Lucas, mas também é interessante para outras mulheres, mesmo que não o conheçam", explica. O vídeo foi tão bem recebido que chegou a ser publicado no site da Sociedade Brasileira de Mastologia. "Recebi várias mensagens de pessoas que passam ou já passaram por situações parecidas com a que retratei", diz o músico.
Share this article
 
Copyright © 2014 BLOG DO RICKY • Some Rights Reserved.
Template Design by RICKY MEDEIROS • Powered by Blogger
back to top